quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Escolas em Sydney


Eu já falei aqui no blog sobre como funcionam as creches, e se nunca falei sobre escolas é porque o Lucas está longe de ir pra uma e eu ainda não comecei a pesquisar sobre o assunto.


Mas como a Jaqueline me pediu pra falar sobre escolas, e com o que já ouvi falar de amigas, vou tentar escrever algumas linhas gerais sobre o assunto.

A educação na Austrália é pública como regra, mas existem escolas particulares. Dentre as particulares elas podem ser mais construtivistas (como as que seguem a metodologia Montessori ou Waldorf), ter uma base religiosa (católicas ou protestantes), podem ser separadas por género (só de meninos ou só de meninas ou mistas), etc.




(OBS: A educação só é pública para residentes e cidadãos. Qualquer outro tipo de visto não tem direito as escolas do governo gratuitamente, tendo que pagar uma taxa que gira em torno de AUD$5.000 – mais informações aqui: http://www.detinternational.nsw.edu.au/media-assets/trp/fees.pdf.)

Toda criança tem que estar matriculada numa escola quando completar 6 anos de idade. A idade mínima para ingressar na escola é 5 anos, mas crianças que façam aniversário até 31 de Julho podem começar na escola com 4 anos de meio (isso em NSW - em outros estados a data de corte é diferente). O primeiro ano escolar é chamado de Kindergarten (ou Kindy) e no site do governo de NSW tem bastante informação sobre o ingresso na escola. O kindy seria como a alfabetização no Brasil, seguido pelo Year 1 ao Year 6 (ensino primário) e Year 7 ao Year 12 (ensino secundário ou high school). 

Antes do kindy, crianças de 3 anos e meio ou 4 anos podem frequentar uma creche (daycare, sendo que todas tem uma preparação especial para a “big school” quando chega na turma de 3-5 anos) ou pre-school que são pré-escolas geridas pelo governo. A diferença é que a pré-school é bem mais barata que um daycare (porém do valor pago não incide o rebate de childcare que o Centrelink paga para residentes e cidadãos), e o horário é reduzido seguindo o horário escolar (9am a 3pm).

Falando em horário escolar, uma dúvida que me surgiu logo no início foi: se a escola funciona de 9am a 3pm e tem 2 semanas de férias a cada 2 meses, como fazem os pais que trabalham integral de 8-5? A resposta é: ou se contrata uma babá para o restante do dia, ou se matricula a criança num before/after care (chamado de Out of School Hours – OOSH) e vacation care, que cobrem o restante das horas a um custo em torno de $15-$18 por dia (maiores detalhes aqui).

As escolas públicas todas tem “catchment area”, ou seja, só aceitam alunos que morem num certo raio de distancia da escola. Então é muito comum as famílias escolherem onde vão morar baseado na escola daquele bairro ser boa ou ruim. Vc até pode aplicar pra uma escola pública de bairro diferente ao seu, mas entra numa lista de espera e só vai ser chamado se naquele ano letivo não tiver aluno suficiente do bairro para suprir as vagas. As escolas privadas não tem isso, mas ainda assim as pessoas costumam buscar escolas em subúrbios próximos de onde moram, primeiro pra que a criança não perca muito tempo em deslocamento todo dia, segundo para que os amiguinhos que fizer morem perto para se encontrarem nos fins de semana e férias.

O governo tem um site com o ranking de escolas por estado (públicas e privadas) baseado no desempenho escolar dos alunos. Para escolas privadas, tem um site muito bom com um guia de escolas e infos aqui.

A Jaqueline perguntou sobre escolas mais construtivistas. O que eu ouvi dizer é que a maioria das escolas públicas na Austrália são mais construtivistas e menos conteudistas de um modo geral, focando mais no desenvolvimento individual de cada aluno. Mas como eu disse não conheço detalhadamente esse assunto nem o currículo escolar, então não formulei uma opinião sobre isso.

Existem algumas escolas privadas que seguem métodos notoriamente construtivistas como Steiner (como a Glenaeon School) ou Montessori (no site Montessori Australia tem uma lista das escolas verdadeiramente Montessori. Fiz essa ressalva pois existe um daycare muito famoso aqui em Sydney, o Montessori Academy, que apesar de se intitular Montessori não segue efetivamente o método. Veja bem, não estou criticando o daycare, inclusive é esse daycare que o Lucas frequenta e eu adoro, mas pra quem conhece e já estudou o método como eu sabe que eles não são 100% Montessori – eles tem muito material Montessori, tem algumas educadoras qualificadas no método, mas não todas, e o dia a dia do daycare não é 100% Montessori apesar de incorporar algumas coisas do método). Há ainda outras escolas progressistas como a Kinma School mas eu nem tenho como listar todas porque como disse não conheço mais profundamente sobre isso. Eu gostaria muito que o Lucas estudasse numa escola progressista, mas não sei se financeiramente falando isso seria viável, primeiro pelo custo da escola em si e segundo porque a maioria dessas escolas ficam no norte de Sydney que são bairros por si só mais caros pra se morar. Meu sonho era que o Lucas fosse pra uma escola Montessori, mas já descartei pelo alto custo envolvido.

Eu ainda fico meio perdida no assunto escola, vejo amigas australianas falando com propriedade sobre as escolas boas e ruins e eu fico perdida porque não cresci aqui, não frequentei as escolas aqui. E é muito difícil filtrar opiniões sobre escolas porque depende muito do perfil da família, do que os pais querem pro filho. Enquanto algumas famílias fazem questão de ensino religioso, eu e Thiago achamos que religião e escola não podem se misturar. Enquanto pra algumas pessoas o principal é o conteúdo, é que a criança aprenda a ler e escrever o quanto antes, tire nota alta nas provas, etc, pra mim e Thiago o mais importante é o desenvolvimento de outras habilidades como o raciocínio crítico, a inteligência emocional, a criatividade, etc. Então o perfil da família vai influenciar diretamente na escolha da escola e consequentemente na opinião (que sempre é subjetiva) de se uma escola é boa ou ruim.

2 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Eu tenho uma pergunta. Li seu post sobre escolas e me bateu uma dúvida: Supondo que eu me mude para a Austrália(e já esteja na faculdade aqui no Brasil), o Governo abre a possibilidade de eu voltar a estudar e consequentemente, fazer o último ano do High School? Como eu já cursaria uma faculdade no Brasil, eu teria que obrigatoriamente ir para uma faculdade na Austrália?
    Grata :)
    Feliz Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz. Eu acredito que se vc já se formou no Brasil vc não teria como fazer o último ano da escola, teria que ir direto pra faculdade. Mas isso eu falo no achometro porque realmente não sei detalhes. Talvez fosse melhor vc entrar em contato direto com o departamento de imigração ou com alguma escola pública daqui.

      Excluir